Dra. Cíntia Nepomuceno dá dicas contra a gordura localizada

O blog traz hoje mais um artigo da nutricionista Dra. Cíntia Nepomuceno. Esse artigo trata sobre um assunto que preocupa muita gente, a gordura localizada. Dra. Cíntia dá dicas de como evitar esse problema. A gordura localizada pode causar doenças. Pessoas com gordura localizada no abdômen, por exemplo, possuem mais chances de desenvolver doenças cardiovasculares e cerebrovasculares. Vale a pena ler o artigo da Dra. Cíntia Nepomuceno, que atende os araxaenses na rede pública de saúde, Uniclínica e Nutri Spa.


Dicas Nutricionais Contra a Gordura Localizada


A gordura localizada, frequentemente encontrada na região femural (bumbum, coxas e culote), apresenta uma etiologia multifatorial, sendo os principais fatores predisponentes a herança genética, os hábitos alimentares e o sedentarismo. À medida que esses fatores se somam, maiores as chances de se desenvolver o problema.


Listei aqui algumas dicas nutricionais para que esse problema seja tratado ou evitado:


Os principais vilões


Alimentos com gorduras são os principais vilões. A gordura não utilizada como fonte de energia tende a ser armazenada em certas regiões do corpo, como energia de reserva, podendo aumentar a gordura localizada.


O excesso de açúcar e carboidratos também se transforma em energia de reserva e aumenta nossa quantidade de gordura. Não deve haver exclusão desses alimentos, visto que são fundamentais para a saúde, no entanto o consumo deve ser equilibrado.


A solução


Equilibre a oferta de alimentos protéicos, tais como carnes, leite e derivados e ovos. A carência desse nutriente pode ajudar no aparecimento de gordura localizada.


Controle o consumo de calorias, diminuindo a ingestão de alimentos gordurosos, pois representam nossa maior fonte concentrada de calorias, acumulando mais do que o dobro de calorias das proteínas e carboidratos.


Comece a substituir algumas carnes vermelhas do seu cardápio pelas carnes brancas de peixes ou aves. Prepare-os no vapor, grelhados, cozidos ou assados. Evite, sempre, as frituras, ricas em gorduras.


Procure utilizar pouco óleo nas preparações, inclusive no tempero de saladas. Prefira o azeite ou óleos como o de canola ou girassol.
Evite os doces com recheios, creme de leite, chantilly, chocolate, pois possuem grande quantidade de gorduras e alta concentração de calorias.


Prefira as frutas ou se fizer muita questão dos doces, escolhas os feitos a base destas. Evite os molhos gordurosos, preferindo sempre os mais simples.


Procure comer moderadamente, usando o bom senso e pratique exercícios regularmente.


Utilize pouco sal, pois o excesso deste é responsável pela retenção de líquidos pelo organismo.


Prefira os alimentos integrais, pois são ricos em fibras que ajudam no bom funcionamento do intestino e auxiliam na excreção de excesso de gorduras e colesterol da dieta.


Faça várias refeições ao dia em pequenas porções, facilita a digestão. Seu apetite será menor e o organismo mandará menos reservas para os depósitos de gordura.


Mastigue bem os alimentos, este processo permite que o processo digestório seja lento, implicando em maior tempo para o órgão enviar mensagens para o cérebro.

Dra. Cíntia Nepomuceno

 

This entry was posted in Colunistas, Dicas de Saúde, Dra. Cintia Nepomuceno, Saúde. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *