Mudanças no estacionamento rotativo de Araxá derrubam o chefe da Asttran

O prefeito Jeová determinou ontem a exoneração do chefe da Assessoria Municipal de Trânsito e Transportes (Asttran), Bruno Pereira Borges. A informação foi confirmada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Araxá. A exoneração foi motivada pela decisão tomada por Bruno, sem o consentimento do prefeito, de multar as pessoas que não pagam o estacionamento rotativo a partir do próximo dia 15 de fevereiro. As entrevistas concedidas pelo ex-chefe da Asttran falando sobre o assunto também contribuíram para a sua queda.


Conversei ontem à noite com a assessora de comunicação da Prefeitura Municipal, Lúcia Helena, que me garantiu que o prefeito Jeová não sabia das mudanças no estacionamento rotativo. Clique aqui para saber quais são essas mudanças. Segundo ela, um colegiado formado por cerca de 20 servidores de todas as secretarias, que se reúne toda segunda-feira para traçar as estratégias de comunicação do Governo Municipal, realmente estava analisando a possibilidade levantada por Bruno de multar quem não paga o rotativo.


Porém, Lúcia afirmou que nada estava decidido, já que a última palavra tem que ser do prefeito Jeová, que, segundo ela, ainda não tinha sido consultado sobre o assunto. Um dos pontos de divergência entre Bruno e o colegiado, de acordo com Lúcia, é que ele queria que as mudanças já entrassem em vigor agora no dia 15 de fevereiro depois de uma campanha educativa de apenas duas semanas, enquanto que os demais acharam melhor que esta campanha durasse no mínimo dois meses.


Lúcia me informou que essas mudanças também foram discutidas com a diretoria da Associação de Assistência à Pessoa Com Deficiência de Araxá (FADA), mas o martelo ainda não tinha sido batido, pois falta o aval do prefeito Jeová. Ontem o ex-chefe da Asttran não compareceu à reunião semanal do colegiado, onde, segundo Lúcia, as mudanças no estacionamento rotativo continuariam a ser discutidas. A assessora entrou em contato com Bruno, que informou que não poderia estar presente porque concederia uma entrevista naquele momento para falar sobre as mudanças no rotativo.


Foi a gota d’água. O prefeito Jeová foi informado sobre a situação e determinou a exoneração de Bruno. Lúcia disse que a intenção era aguardar o retorno do secretário municipal de Segurança Pública, Mauro do Detran, que está de férias no exterior, para que fosse tomada uma decisão sobre o impasse. Porém, Jeová decidiu exonerar o ex-chefe da Asttran sem falar com Mauro. Bruno já tinha concedido entrevista na semana passada falando das mudanças no estacionamento rotativo e seria entrevistado ao vivo hoje em uma emissora de rádio da cidade para falar do mesmo assunto.


A assessora de comunicação disse que o ex-chefe da Asttran não poderia ter concedido entrevista para falar de mudanças que não tem o consentimento do prefeito. Segundo ela, Bruno já tinha realizado algumas mudanças que causaram muita bagunça no trânsito de Araxá sem consultar Jeová e isto também o desgastou na Administração Municipal. Lúcia confirmou que as mudanças no estacionamento rotativo continuarão sendo discutidas pelo colegiado e não descartou aplicar as penalidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro para quem não pagar o talão azul, desde que tudo seja aprovado pelo prefeito Jeová.


Diante dessa situação ficam algumas dúvidas. Será que Bruno tomou mesmo a decisão de realizar mudanças no estacionamento rotativo sem falar com o prefeito ou será que ele está pagando o pato pela péssima repercussão que isto causou na cidade?  Será que ex-chefe da Asttram foi exonerado para livrar a cara de Jeová? Será que o prefeito não sabia de nada mesmo? Será que com a queda de Bruno as mudanças anunciadas serão sepultadas para não desgastar ainda mais a imagem da atual Administração Municipal? E como será que o secretário Mauro receberá a notícia da exoneração de um dos seus principais colaboradores? Enquanto isso os espertalhões continuarão estacionando onde quiserem no Centro de Araxá sem pagar o estacionamento rotativo.

Presidente de associação de bairros agora é assessor de Jeová

Enquanto uns são exonerados da Prefeitura de Araxá, outros são nomeados. Foi publicado o decreto de nomeação do presidente da Associação dos Moradores do Bairro Urciano Lemos, João Veras, como assessor executivo do gabinete do prefeito Jeová. O decreto foi publicado no mesmo fim de semana que a Câmara Municipal publicou a exoneração de João Veras do cargo de assessor comunitário do gabinete do vereador Fabiano. O presidente da associação de moradores, que realiza um bom trabalho e é apontado como um forte candidato a vereador em 2016, pulou do Legislativo para o Executivo. João Veras era assessor de um vereador oposicionista e agora é assessor do Governo Municipal. Coisas da política…

This entry was posted in Cidade, Política. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *