Dos 1.500 procedimentos realizados na 1ª etapa do Projeto CastraAção, 850 contemplaram famílias de baixa renda

Das 1.500 castrações realizadas pela Prefeitura de Araxá através do projeto CastraAção, 850 atenderam pets de famílias de baixa renda. Destas, 482 foram realizadas em cães e 368 em gatos. Foram 344 procedimentos realizados em animais sob tutela de protetores independentes e 306 em animais de rua ou acolhidos no Canil Municipal.

O projeto, de iniciativa da Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde, contemplou um total de 1.500 castrações realizadas entre os dias 15 de fevereiro e 11 de março. Os procedimentos foram feitos através de parceria com o projeto Castramóvel, que funciona como uma clínica veterinária itinerante e promove mutirões de castração de animais em todo o Estado desde 2017. O Projeto CastraAção conta com investimento de R$ 660 mil em recursos próprios da Prefeitura de Araxá.

A castração gratuita, de acordo com a coordenadora da Vigilância Ambiental, Leninha Severo, é uma forma de controlar a população de animais abandonados, visto que esses animais são, geralmente, fruto de ninhadas indesejadas.

“Hoje, o preço de uma castração é alto, em torno de R$ 800 a R$ 1.000. Oferecer esse procedimento gratuito não só contribui para o controle populacional de animais no município, como também promove o bem-estar do animal e garante mais saúde. É investimento e promoção da saúde pública”, destaca Leninha. Todos os animais também foram microchipados e medicados para recuperação pós-operatória.

O levantamento também indicou que 905 castrações ocorreram em cães e 595 em gatos. As fêmeas foram as mais atendidas, sendo 643 cadelas e 376 gatas esterilizadas através do projeto.

Ainda em 2022, a Prefeitura realizará o mutirão em outras três ocasiões, em datas a serem agendadas.

Inscrições

A Secretaria Municipal de Saúde prossegue com o cadastramento de famílias de baixa renda que desejam castrar seus pets nas próximas etapas do programa. Para isso, o interessado deve levar até o Departamento de Vigilância Ambiental (Av. Rosália Isaura de Araújo, s/n – Centro Administrativo) os documentos originais e cópia do CPF, documento oficial com foto (RG ou CNH) e mais o comprovante de renda de todos da família ou a ficha de resumo do CadÚnico – que pode ser baixada através do aplicativo “Meu CadÚnico” ou impressa nos Núcleos de Convivência da Secretaria Municipal de Ação Social.

O contato da Vigilância Ambiental é o (34) 3691-7120.

This entry was posted in Meio Ambiente, Saúde. Bookmark the permalink.

Comments are closed.