Robson Magela afirma que respiradores emprestados por deputado não servem para nada do jeito que estão

O vereador Robson Magela informou na reunião ordinária da Câmara Municipal na última terça-feira, 14 de julho, que, ao contrário do que foi anunciado pela Prefeitura de Araxá, nesta semana não haverá aumento do número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com suspeita ou positivos de Covid-19 na rede pública de saúde. Ele ainda afirmou que os 10 respiradores emprestados para Araxá pelo deputado federal Mário Heringer não servem para nada se não forem consertados.

 

Robson visitou na segunda-feira, 13 de julho, a Santa Casa de Misericórdia, onde estão concentrados os 15 leitos exclusivos para Covid-19 da rede pública de saúde. Esses leitos atendem pacientes de Araxá e mais sete cidades da microrregião que estão com suspeita da doença ou cujos exames confirmaram a infecção pelo novo coronavírus. “Até o próximo sábado não existe nenhuma possibilidade do aumento do número de leitos de UTI na Santa Casa e muito dificilmente o hospital conseguirá aumentá-los até o final da semana que vem”, informou o parlamentar.

 

O vereador relatou que a Santa Casa recebeu os 10 respiradores cedidos em comodato para a Prefeitura de Araxá pelo deputado federal Mário Heringer. “Os respiradores vieram para Araxá sem nenhum laudo ou documentação que comprovasse que eles foram calibrados ou que tiveram manutenção preventiva ou corretiva. Alguns deles apresentavam aspectos de oxidação. Esses respiradores têm mais de 20 anos de fabricação, sendo que desde novembro de 2000 não existe nenhum responsável técnico por eles registrado na Anvisa”, disse ele.

 

Robson contou que a Santa Cada enviou os 10 respiradores para Belo Horizonte para que uma empresa especializada emitisse os laudos necessários. A empresa constatou que a maioria deles necessita da troca de peças para que funcionem normalmente. “O conserto desses respiradores fica em R$ 24 mil. Os equipamentos estão parados em Belo Horizonte porque desde a semana passada a Santa Casa aguarda a Prefeitura de Araxá responder se vai pagar pelo conserto ou não. Esses respiradores não servem para nada do jeito que estão. Eles precisam ser consertados”, afirmou o vereador.

 

O parlamentar também informou que caso a Prefeitura autorize o conserto dos respiradores o prazo para a realização do serviço é de 10 a 15 dias. “É lamentável que a Administração Municipal tenha utilizado esta pandemia para tentar promover o deputado que é amigo do prefeito. Fizeram até entrevista coletiva para anunciar o empréstimo de respiradores que estavam encostados no Rio à espera de conserto. Trata-se de uma irresponsabilidade e de uma imensa falta de respeito com o povo de Araxá”, disse ele.

 

“Saúde é coisa séria. Saúde tem que ser prioridade para qualquer gestor público. Com saúde não se brinca. Fazer politicagem com saúde é prática da velha política. O nosso povo está cansado de ser feito de bobo. Os políticos que nunca priorizaram a saúde da nossa população certamente não terão prioridade em novembro”, destacou Robson.

 

Respiradores do Governo do Estado

 

Robson Magela informou que na última quinta-feira, 9 de julho, o Governo de Minas entrou em contato com a Santa Casa de Araxá comunicando que irá emprestar 10 respiradores novos para o hospital. A direção da Santa Casa já providenciou a documentação exigida pelo Governo do Estado. Ainda não existe previsão para a entrega desses respiradores.

 

“Enquanto aguarda esses equipamentos do Estado, a Santa Casa já está providenciando a aquisição de outros itens para montagem de leitos de UTI, como, por exemplo, camas e monitores. Essa aquisição será feita com parte do recurso de R$ 1,5 milhão que foram repassados ao hospital pelo Ministério da Saúde. Esse recurso também está sendo utilizado para pagar os funcionários da Santa Casa”, relatou o vereador.

This entry was posted in Cidade, Destaques, Saúde. Bookmark the permalink.

Comments are closed.