#prontofalei – Mulheres disputadíssimas

Dezesseis partidos trabalham para formar as suas chapas de pré-candidatos a vereador em Araxá para a eleição municipal deste ano. São eles: Progressistas, Solidariedade, Cidadania, Republicanos, Avante, PV, PMN, Novo, PROS, PSL, DEM, PL, Patriota, PSD, PTB e PT. Esses partidos intensificaram o trabalho neste mês, afinal encerra-se no dia 4 de abril o prazo para aqueles que desejam concorrer, neste ano, a um cargo eletivo estarem filiados a um partido político. A grande dificuldade encontrada por todas as legendas em Araxá é completar a cota de mulheres exigida pela legislação eleitoral em suas chapas proporcionais.

 

De acordo com a Lei 9.504/1997, cada partido terá que respeitar o percentual mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo. Como a maioria das candidaturas são masculinas, na prática cada chapa de pré-candidatos a vereador deverá ter 70% de homens e 30% de mulheres. Se a cota de mulheres não for atingida pelo partido, o número de homens tem, obrigatoriamente, que ser reduzido para que a chapa tenha a proporcionalidade exigida pela lei. Menos mulheres nas chapas, menos homens. Chapas incompletas diminuem as chances de o partido eleger vereadores.

 

Como cada partido pode lançar 150% do número de vagas existentes na Câmara Municipal em cidades com mais de 100 mil habitantes e Araxá tem 15 vereadores, cada partido pode ter 23 pré-candidatos em sua chapa, sendo no mínimo 7 mulheres e no máximo 16 homens. Como esta será a primeira eleição em que não serão permitidas coligações nas eleições proporcionais, cada partido tem que alcançar sozinho a cota de 30% de mulheres. Nas eleições anteriores os partidos se coligavam com outras legendas para completar essa cota exigida pela lei. Diante dessa situação, as mulheres estão sendo disputadíssimas pelos partidos políticos. E essa disputa fica ainda mais acirrada nesta reta final de filiações.

 

Na eleição municipal 2016, quando a legislação ainda permitia as coligações de partidos para a formação de chapas proporcionais, Araxá teve cerca de 250 candidatos a vereador. Agora que a lei não permite, se cada um dos 16 partidos que citei no início conseguir ter chapa completa, a nossa cidade terá 368 pré-candidatos a vereador, sendo 112 mulheres. É pouco provável que isto aconteça, pois seria um número muito alto de candidaturas. Creio que Araxá terá um número de candidatos muito próximo ao de 2016 e, sendo assim, muitos partidos não conseguirão ter uma chapa completa de 23 pré-candidatos, o que diminuirá bastante as suas chances de eleger pelo menos um vereador.

 

Se persistir este cenário de 16 chapas de pré-candidatos a vereador, alguns partidos não alcançarão o coeficiente eleitoral e nem terão votos suficientes para disputar cadeiras na Câmara Municipal. E somente alguns dos partidos com chapas terão chances de fazer duas cadeiras no Legislativo. Para isso a chapa terá, além de ser completa, contar com pré-candidatos bem votados. Isso tudo dificulta bastante as pretensões do Partido Novo, que realiza um processo seletivo para a escolha de pré-candidatos a vereador. Dependendo do número de aprovados nessa seleção, o Novo não terá votos suficientes para eleger um vereador em Araxá. E é por causa disso que o partido do governador Romeu Zema está perdendo filiados que querem tentar uma vaga na Câmara Municipal.

 

Muitos postulantes a uma cadeira no Legislativo de Araxá se filiaram e garantiram suas vagas em uma das chapas que os partidos políticos estão formando. Alguns já estão anunciando nas redes sociais as suas pré-candidaturas. Já existem páginas de pré-candidatos no Facebook. Além disso, alguns deles estão fazendo vídeos sobre problemas da cidade e postando em seus perfis. É a pré-campanha a pleno vapor. Enquanto isso na Câmara Municipal, somente uma das mudanças partidárias que adiantei aqui há duas semanas foi oficializada. O vereador Fabiano Santos anunciou que saiu do Republicanos para se filiar ao PSD. Mais sete mudanças, no mínimo, ainda acontecerão antes do término da janela partidária. #Eleições2020

 

Coluna #prontofalei publicada na edição nº 3805 do jornal Correio de Araxá em 14 de março de 2020

This entry was posted in #prontofalei, Destaques. Bookmark the permalink.

Comments are closed.