Associação da Imprensa Araxaense manifesta repúdio após agressão a jornalista

A Associação da Imprensa Araxaense (AIA), em nome de todos os seus associados, representando a classe de Profissionais da Comunicação da Cidade de Araxá, vem à público se solidarizar com o colega Willian Júlio (Willian Tardelli), repórter fotográfico e radialista, agredido durante o exercício de suas funções, por um servidor público, lotado como Agente Penitenciário no Presídio Regional de Araxá.

 

 A AIA faz coro à Nota da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), repudia e condena a truculência do Agente Público contra um profissional de imprensa. O Boletim de Ocorrência da agressão foi devidamente registrado. Willian Tardelli aguardava na porta do Presídio Regional de Araxá, para registrar a chegada de um detento, que havia fugido e tinha sido recapturado. Além da agressão física e moral, o Profissional teve seu equipamento de trabalho danificado.

 

A Imprensa é a voz da sociedade e vem, todos os dias, sendo agredida, vilipendiada e menosprezada por diversas esferas da sociedade. É inadmissível que qualquer agente público, profissional, trabalhador, ou seja, quem for, tente cercear a atuação legal do Jornalista, ou que seja, prejudicar aquele que esteja em seu papel social, de buscar e levar a informação com ética, responsabilidade, comprometimento e respeito ao cidadão leitor, ouvinte, internauta ou telespectador.

 

A Associação da Imprensa Araxaense solicita à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) que o processo administrativo aberto para investigar dessa agressão seja realizado com o máximo esmero. Ao Jornalista Willian Tardelli, nossa solidariedade, nosso respeito e votos de que esta situação, que hoje foi sofrida pelo colega, jamais se repita com qualquer que seja o Profissional da Comunicação.

 

Caio Ranieri

Presidente da Associação da Imprensa Araxaense

This entry was posted in +, Cidade. Bookmark the permalink.

Comments are closed.