Raphael Rios aborda a importância do retorno do Programa de Cuidados Paliativos da Santa Casa

O vereador Raphael Rios abordou na tribuna na última terça-feira, dia 3, a importância do retorno do Programa de Cuidados Paliativos da Santa Casa de Misericórdia. Em recente reunião com a superintendente Larissa Borges de Resende e a gestora assistencial Tatiane Pereira Gomes Vilaça, o vereador foi informado de que a vigência do convênio junto ao Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) terminou em junho, e a Santa Casa aguarda aprovação do Ministério da Saúde, por meio de um novo projeto, para retomar os Cuidados Paliativos.

 

O projeto permite a melhora da qualidade de vida de pacientes e seus familiares perante doenças terminais, por meio de prevenção e alívio do sofrimento com a identificação precoce, avaliação impecável, tratamento da dor e outros problemas físicos, psicossociais e espirituais.

 

Durante dois anos de funcionamento na Santa Casa, os Cuidados Paliativos atenderam 75 pacientes, com equipe especializada, dois leitos ambulatoriais e cinco para internação.

 

“É um projeto humanizado, que busca uma atenção especial ao paciente que está sofrendo com doenças graves, incuráveis, minimizando o seu sofrimento. A Santa Casa contava com uma equipe específica para esse atendimento, e infelizmente não teve continuidade por parte do Ministério da Saúde. A esperança agora é a aprovação de um novo projeto e nos colocamos à disposição do hospital para somar esforços”, relatou Raphael Rios.

 

Outras demandas Santa Casa

 

Na Santa Casa, Raphael Rios também abordou a necessidade de viabilizar complemento de recurso para a reforma geral do espaço que abrigava o antigo Pronto Atendimento Municipal (PAM).

 

Com a entrega das instalações, a prefeitura destinou R$ 117 mil que são suficientes apenas para a reforma do telhado. A entidade necessita de mais R$ 137 mil para contemplar manutenção dos sistemas elétricos, hidráulicos, portas, fechaduras, infiltrações, pintura geral e outros.

 

O hospital projeta para o local a ampliação à população da oferta de especialidades médicas e captação de programas de saúde nas esferas estadual e federal.

 

Tomógrafo

 

A diretoria da Santa Casa também necessita de R$ 360 mil para o conserto do tomógrafo, que está queimado. A entidade é a única a oferecer tomografia para os pacientes do Sistema Único de Saúde e tenta arrecadar essa verba por meio de doações.

 

Fomento ao mercado de trabalho

 

Raphael Rios também destacou a oferta do curso de camareira (o) em meios de hospedagem por meio do Programa Senac de Gratuidade. O curso atende demanda apresentada pelo gabinete do vereador que elaborou uma pesquisa em bares, restaurantes e hotéis sobre a dificuldade em contratar profissionais por falta de qualificação.

 

Para participar do Programa Senac de Gratuidade é necessário fazer um pré-cadastro no site www.mg.senac.br/programasenacdegratuidade.  Após a inscrição no site, para garantir a vaga o candidato deve ir até a unidade do Senac com a sua documentação para efetuar a matrícula.

 

Fórum Comunitário

 

O vereador também destacou a apresentação de um requerimento de Fórum Comunitário para debater os desafios e conscientização do autismo no ambiente escolar e no atendimento de saúde.

 

Raphael Rios buscou avanços para os autistas com a autoria de uma legislação contemplando atendimento prioritário em filas de supermercados, bancos, loterias e outros setores, e também para vagas prioritárias de estacionamento.

 

Mas ainda há muitas barreiras a serem quebradas, com atenção a esse público no ambiente escolar e na rede de saúde. Diversos segmentos como o Grupo de Apoio A&+, escolas e faculdades, poder público, polícia militar, centros de atendimento, ministério público, entidades e profissionais serão convidados para o debate a ser realizado no plenário da Câmara Municipal.

 

Setembro Amarelo 2019

 

Raphael Rios falou sobre ações do Setembro Amarelo, que trabalha orientações e prevenção do suicídio. As atividades do gabinete em 2019 estão concentradas para os professores de escolas públicas e particulares.

 

O vereador é autor da lei que Institui o dia 10 de setembro como o “Dia de Combate e Prevenção ao Suicídio”, e o mês de setembro como “Setembro Amarelo”.

 

Debater e promover ações relativas ao tema é quebrar tabus para elaborar ações de saúde pública.

 

Demais ações

 

– Indicação à Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania: Estudo de viabilidade para instalação de redutor de velocidade na rua Dr. Edmar Cunha, no bairro Santa Terezinha, trecho próximo ao acesso à Fundação da Criança e do Adolescente de Araxá (FCAA).

 

– Indicação à Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania: Implantação de sinalização de solo na avenida Dr. Pedro de Paula Lemos, no bairro Ana Antônia.

 

– Indicação à Secretaria Segurança Urbana e Cidadania: Redução de vagas privativas para veículos oficiais na rua Presidente Olegário Maciel.

This entry was posted in Cidade, Política. Bookmark the permalink.

Comments are closed.