Vereadora Fernanda Castelha solicita cercamento do aterro sanitário

A vereadora Fernanda Castelha (PSL) usou a tribuna da Câmara Municipal na reunião ordinária desta semana e solicitou à Prefeitura Municipal o cercamento do aterro sanitário de Araxá e seus depósitos de resíduo de chorume, além da fixação de placas com aviso de entrada restrita. A área do aterro sanitário é bastante desprotegida, sem um uma barreira física adequada que delimite e impeça a entrada de moradores e trabalhadores da zona rural e também animais, o que pode ocasionar riscos de acidentes, quedas e até contaminações em virtude da insalubridade do local.

 

Apesar da distância da zona urbana, longe da maior parte da população, na região do aterro sanitário há sítios e fazendas onde moram famílias e seus filhos pequenos, trabalhadores do campo e funcionários dos arredores. Logicamente há cães, muitos abandonados, bezerros, bois e outros animais de propriedades da área rural”, disse a vereadora.

 

Já recebemos relatos de pessoas que se machucaram no aterro, se acidentaram e, inclusive, caíram nas piscinas de chorume, o que poderia comprometer seriamente a saúde em decorrência de contaminações. Já houve problemas também com o gado de fazendas vizinhas, que acabou entrando nesses grandes depósitos de chorume, se afogaram e morreram. Alguns dizem que vacas e bezerros morrem quase que diariamente por lá, e, é claro, o prejuízo para os produtores rurais é grande”, alertou a parlamentar.

 

Existem alguns pontos do aterro em que há uma cerca viva, mas ela não fecha nem a metade do local. Bem longe disso! Então, é importante que a Prefeitura providencie um cercamento, uma barreira física que impeça e isole, por completo, o aterro sanitário. É uma demanda que não pode ser deixada de lado, por isso esperamos que Administração da cidade atue, imediatamente, diante dessa situação”, concluiu Fernanda.

This entry was posted in Cidade, Destaques, Política. Bookmark the permalink.

Comments are closed.