CBMM testa sirenes nesta terça-feira, dia 14

A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) enviou comunicado à imprensa informando que com o objetivo de garantir o funcionamento do sistema de alerta de emergência em barragens realizará nesta terça-feira, dia 14, no período entre 08h e 17h, testes das sirenes instaladas em sua propriedade. A checagem do alerta sonoro é preventiva e, portanto, não há qualquer risco. Conforme estabelecido pela legislação vigente, foram instaladas 6 sirenes com capacidade de promover alerta de emergência, de forma rápida e eficaz, na área denominada Zona de Autossalvamento-ZAS, à jusante (à frente) das Barragens 6, 7 e 8. 

 

O Plano de Ação Emergência para Barragens da CBMM, prevê que, no caso de uma eventual situação em que se declare Nível de Emergência 3, as sirenes sejam ativadas para alertar a população potencialmente afetada na Zona de Autossalvamento-ZAS. Os equipamentos estão instalados na propriedade da CBMM, sendo 3 na área interna da planta e 3 na área externa à jusante (à frente) das barragens, na zona rural de Araxá. A empresa ressalta que o estudo de ruptura hipotética de suas barragens demonstra que não existe possibilidade de fluxo de rejeitos e água para a zona urbana de Araxá e nem para a área industrial da companhia, e que na Zona de Autossalvamento-ZAS existe apenas uma edificação que atualmente não é ocupada.

 

A CBMM reafirma no comunicado que todas as suas barragens estão com condições estáveis, inclusive com fatores de segurança acima dos recomendados pelas normas técnicas e exigidos pela legislação vigente. As barragens passam por verificações técnicas periódicas, monitoramento e manutenções constantes, visando garantir o desempenho esperado e as condições de segurança. A empresa ainda enfatiza que, mais do que cumprir as legislações vigentes, reforça o seu compromisso com a comunidade de Araxá e trabalha de forma proativa, junto aos órgãos competentes, na gestão de segurança de suas barragens. 

This entry was posted in +, Cidade. Bookmark the permalink.

Comments are closed.