Robson Magela informa que vistoria dos bombeiros apontou riscos para crianças e funcionários em creche municipal

O vereador Robson Magela (PRB) apresentou na reunião ordinária da Câmara Municipal realizada na última terça-feira, dia 9, o resultado da vistoria realizada pela 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros no Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Magdalena Lemos, localizado no bairro Urciano Lemos. A vistoria foi realizada a pedido do vereador Robson, que recebeu reclamações de pais de alunos sobre a estrutura do Cemei.

 

Robson informou que durante a vistoria dos bombeiros foram constatadas trincas nas paredes do refeitório aparentemente causadas pelo peso do telhado e ausência de vigas. Os bombeiros constataram ainda que existem muitas telhas quebradas, calha furada e salas de aula apresentando mofo nas paredes e no teto. Funcionários informaram aos bombeiros a existência de goteiras na creche.

 

Ainda de acordo com a vistoria realizada pelo Corpo de Bombeiros, o local aparenta estar malconservado, com risco para a saúde das crianças, dos funcionários e dos pais que frequentam o local. Os bombeiros verificaram que o Cemei Magdalena Lemos não possui o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.

 

“Em 2017 visitei o Cemei Magdalena Lemos atendendo ao pedido de uma mãe que estava muito preocupada com a situação do local e enviei solicitação ao prefeito Aracely pedindo a reforma urgente da creche. Infelizmente nada foi feito pela Administração Municipal e agora o laudo do Corpo de Bombeiros nos mostra o risco que as crianças estão correndo no Cemei”, disse o parlamentar.

 

Robson informou que enviará o laudo do Corpo de Bombeiros para conhecimento do Ministério Público e para o prefeito Aracely solicitando que sejam tomadas as providências necessárias por parte da Prefeitura para a solução dos problemas apontados. “Uma cidade que já torrou R$ 7 milhões com desapropriações de imóveis para construir viaduto não pode ter uma creche que coloca em risco a saúde das crianças e dos funcionários como constatou o Corpo de Bombeiros”, cobrou o vereador.

This entry was posted in Cidade, Destaques, Educação, Política. Bookmark the permalink.

Comments are closed.