#prontofalei – Vamos falar de ética e moral

A corrupção praticada por grande parte da classe política brasileira fez com que o país mergulhasse em uma das piores crises financeiras da sua história. O resultado das eleições deste ano, em que novatos foram eleitos para o Executivo e as casas legislativas tiveram uma grande renovação, mostrou que o povo brasileiro decidiu mudar por não aguentar mais tantos escândalos de corrupção. O que mais se viu nas redes sociais foram pedidos por mais ética e moral na política. Mas, ética e moral não seriam a mesma coisa? Não.

 

Muitas pessoas acham que ética e moral são sinônimos, porém, são dois conceitos distintos, mesmo estando relacionadas entre si. A moral refere-se ao conjunto de normas e princípios que se baseiam na cultura e nos costumes de determinado grupo social. A ética é o estudo e a reflexão sobre a moral, que nos diz como viver em sociedade. No contexto filosófico, ética e moral são dois termos que se complementam, mas que possuem origem etimológica e significados diferentes.

 

A palavra moral deriva do latim mores, que significa costume. Aquilo que se consolidou como sendo verdadeiro do ponto de vista da ação. A moral é fruto do padrão cultural vigente e incorpora as regras eleitas como necessárias ao convívio entre os membros de uma sociedade. Essas regras são determinadas pela própria sociedade.

 

Já a palavra ética vem do grego ethos, que em sua etimologia significa literalmente morada, habitat, refúgio. O lugar onde as pessoas habitam. Mas, para os filósofos, a palavra ethos se refere a caráter, índole e natureza. Neste sentido, a ética é um tipo de postura e refere-se a um modo de ser, à natureza da ação humana, ou seja, como lidar diante das situações da vida e ao modo como convivemos e estabelecemos relações uns com os outros.

 

A moral tende a ser consistente dentro de determinado contexto, sendo aplicada da mesma forma a todos. Porém, a moral pode variar de acordo com cada cultura ou grupo. A ética é normalmente consistente, embora possa mudar caso as crenças de um indivíduo mudem ou dependendo de determinada situação. Seguimos a ética porque acreditamos que algo é certo ou errado, enquanto que seguimos a moral porque a sociedade diz que é a coisa certa a fazer.

 

O conceito de ética é utilizado quando refletimos sobre a moral aceita em determinada sociedade. Neste sentido, podemos dizer que furar uma fila de banco ou não se levantar para que um idoso ocupe o seu lugar no ônibus são atitudes antiéticas.

 

Como a moral refere-se à determinadas normas e condutas criadas e aceitas em determinado grupo social, podemos exemplificar que no Brasil é imoral ter mais de uma esposa, enquanto que em outros países isto é moralmente aceito. Um exemplo de que as normas e condutas também podem variar de acordo com o tempo é que antigamente era imoral as mulheres usarem calças e hoje não é mais. #ÉticaMoral

 

Coluna #prontofalei publicada na edição nº 3736 do Correio de Araxá em 10 de novembro de 2018

 

This entry was posted in #prontofalei, Destaques. Bookmark the permalink.

Comments are closed.