Araxaense Romeu Zema é eleito governador de Minas Gerais

Pela primeira vez na história um araxaense é eleito governador de Minas Gerais. Romeu Zema (Novo) conseguiu este feito inédito ontem, dia 28, ao bater o ex-governador e senador Antônio Anastasia no segundo turno com 6.963.806 votos (71,80%) contra 2.734.452 (28,20%) votos. Em Araxá, Romeu obteve 51.523 votos (95,60%), contra apenas 2.374 votos (4,40%) do senador.

 

Romeu é o primeiro governador eleito da recente história do partido Novo, cuja ideologia é de um Estado democrático que preserve as liberdades individuais. Foi a primeira candidatura o araxaense para um cargo eletivo. Ele foi eleito governador de Minas Gerais justamente no dia do seu aniversário. Romeu, completou ontem 54 anos de idade.

 

Romeu votou pela manhã na Escola Estadual Delfim Moreira, acompanhado pelos pais Ricardo e Maria Lúcia Zema, e em rápida entrevista agradeceu ao povo mineiro pelo apoio recebido.

 

“Com toda certeza, iremos demonstrar essa nova maneira de fazer política sem agredir o outro, sem mentir, sem criar falsos como foram feitos, exaustivamente, nos últimos 20 dias. É o caminho que nós temos que adotar no Brasil, e é o que vai nos levar para um Estado e um país melhor”, relatou o governador eleito.

 

Ele considera que em nove meses e meio de pré-campanha e campanha foi o candidato que mais percorreu Minas Gerais. “Apesar disso tudo, a minha campanha foi, provavelmente, a que menos custou dentre as que disputaram as eleições. Terei um secretariado totalmente profissional, vamos trazer os melhores para poder dar jeito em Minas Gerais”, disse Romeu Zema.

 

O principal desafio do novo governador é ajustar as finanças do Estado, principalmente no pagamento em dia do funcionalismo público e repasse de verbas para os municípios. Uma das prioridades de Romeu Zema é enxugar o número de secretarias e cargos comissionados.

 

Ele acompanhou a apuração e fez o seu primeiro discurso como governador eleito em Belo Horizonte, juntamente com familiares e correligionários.

 

Fonte: Diário de Araxá

This entry was posted in +, Cidade, Minas Gerais, Política. Bookmark the permalink.

Comments are closed.