Robson Magela cobra CBMM por aumento do desemprego em Araxá

O vereador Robson Magela (PRB) afirmou ontem, dia 2, na reunião da Câmara Municipal que a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) contribuiu para o aumento do número de desempregados em Araxá ao dispensar os serviços de uma empresa da cidade que teve que demitir 250 funcionários. Robson alertou que ainda podem acontecer mais 150 demissões nessa empresa.

 

O parlamentar destacou a importância da CBMM para Araxá, pois gera empregos e receita para município. Porém, ele questionou a postura adotada pela companhia. “A CBMM adotou uma postura após a aposentadoria do ex-diretor Antônio Gilberto que está prejudicando a nossa cidade. A empresa araxaense Minax prestava serviços para a CBMM e de repente foi substituída por uma empresa de Belo Horizonte que foi contratada para fazer os mesmos serviços. Isso aumentou o número de desempregados em Araxá”, informou o vereador.

 

Robson informou que a Minax foi obrigada a demitir 250 funcionários de junho deste ano até agora por deixar de prestar seus serviços para a CBMM. “Foram demitidos motoristas, mecânicos e outros profissionais. E para piorar a situação, a Minax deve demitir mais 150 funcionários até o final do ano se a situação continuar assim. Ao todo poderemos ter 400 famílias atingidas pelo desemprego. É muito estranho a CBMM substituir uma empresa que dá empregos para centenas de pessoas de Araxá por uma empresa que não emprega ninguém daqui”, disse o parlamentar.

 

O vereador explicou que além de aumentar o desemprego, a contratação de uma empresa que emplaca os seus caminhões em Belo Horizonte e não recolhe os seus impostos em Araxá tem como consequência a queda na arrecadação da cidade. “Minha função é defender Araxá e a nossa população. Além de deixar famílias desesperadas, o aumento do desemprego afeta diretamente o nosso comércio. A contratação de empresas de fora diminuiu a arrecadação do nosso município, o que significa menos investimentos na saúde, segurança e educação. A CBMM tem que repensar essa postura equivocada que adotou”, cobrou o parlamentar.

 

Robson também cobrou uma atitude do prefeito Aracely de Paula.“Os prefeitos de Patrocínio e Serra do Salitre bateram o pé e exigiram que as mineradoras contratassem somente pessoas dessas cidades para trabalhar. Já passou da hora do prefeito Aracely exigir que a CBMM volte a contratar empresas prestadoras de serviços de Araxá para gerar mais empregos em nossa cidade, afinal o nióbio é extraído do nosso solo”, finalizou o vereador.

This entry was posted in Cidade, Destaques, Política. Bookmark the permalink.

Comments are closed.