Robson Magela cobra Prefeitura sobre repasse do Fundeb para escolas conveniadas

Ao usar a tribuna da Câmara Municipal na reunião ordinária de ontem, dia 20, o vereador Robson Magela (PRB) abordou a falta de pagamento dos salários das professoras das escolas de Araxá que são conveniadas com o poder público. Ele deu como exemplo as professoras da Escola Infantil Mundo da Criança que não recebem os seus salários há quatro meses. Robson informou que existe um saldo de mais de R$ 1,3 milhão na conta bancária do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

 

Araxá conta com sete escolas conveniadas que juntas atendem quase mil crianças. A falta do repasse dos recursos do Fundeb impossibilita que as instituições paguem os salários das professoras. Na Escola Mundo da Criança, os pais dos alunos estão realizando ações como almoço beneficente, bazar e venda de rifas para tentar angariar os recursos necessários para o pagamento das professoras. Pais de alunos das demais escolas conveniadas também estão realizando essas ações.

 

Robson informou que a Prefeitura de Araxá não está repassando os recursos do Fundeb para as escolas conveniadas do município. O vereador foi informado pelo setor de convênios da Administração Municipal e pela Secretaria de Educação que os repasses para as escolas estão atrasados porque o Governo de Minas não está repassando os recursos do Fundeb para o município.

 

“Realmente o Governo do Estado está dando o calote nos municípios, porém a Prefeitura está com recursos do Fundeb que deveriam ter sido repassados para as escolas. O vereador Bosco Júnior conseguiu junto ao Banco do Brasil o extrato da conta do Fundeb do município que mostra um saldo R$ 1.303.480,49. Esse dinheiro está parado rendendo juros enquanto as professoras estão sem receber os seus salários”, disse o parlamentar.

 

 

Robson afirmou que a Prefeitura tem que repassar o valor que está na conta do Fundeb para as escolas conveniadas. “É inadmissível que as professoras estejam enfrentando tantas dificuldades financeiras e o dinheiro delas parado na conta do Fundeb. A Prefeitura deve uma explicação para essas profissionais. A Administração Municipal tem que repassar imediatamente esses recursos para as escolas, pois muitas professoras já anunciaram que vão paralisar as suas atividades”, cobrou o vereador.

This entry was posted in Cidade, Destaques, Educação, Política. Bookmark the permalink.

Comments are closed.