Fama e Prefeitura promovem atividades especiais na 2ª Semana Municipal de Amamentação e Incentivo ao Parto Normal e Humanizado

Imagem ilustrativa.Celebrado no mundo todo para lembrar a importância da amamentação nos primeiros meses de vida, o Agosto Dourado tem como um dos destaques em Araxá por meio da Lei 7.171/2017, de autoria do vereador Raphael Rios, que institui a Semana Municipal de Amamentação e Incentivo ao Parto Normal e Humanizado.

 

 

O Agosto Dourado conta com várias atividades promovidas pela Fundação de Assistência à Mulher Araxaense (Fama), através do Centro de Atendimento à Mulher (CAM), e pela Prefeitura Municipal de Araxá. Dada a importância do aleitamento materno, as ações serão desenvolvidas durante todo o mês para as pacientes e familiares no CAM e com capacitação especial para as agentes comunitárias de saúde do município.

 

 

A coordenadora do CAM, Mariah Ribeiro Lemos Carvalho, explica que o tema é abordado com o Grupo de Gestantes e também nas salas de espera. “Não precisa se inscrever para participar do Grupo de Gestante. A gestante mesmo não fazendo o pré-natal no Centro de Atendimento à Mulher ela pode participar do Grupo de Gestante, que acontece toda quarta-feira, das 14h às 15h30. As salas de espera acontecerão nos dias de consultas com os obstetras”, explica.

 

 

As agentes comunitárias de saúde receberão capacitação especial nas unidades de saúde, feita pela equipe do Banco de Leite Humano, que recebe e orienta diariamente mães de Araxá e região, com orientações e esclarecimentos sobre o aleitamento materno.

 

Mariah destaca a importância da capacitação dessas profissionais, que estão na linha de frente no atendimento à comunidade. “Os profissionais de saúde precisam aperfeiçoar seus conhecimentos sobre aleitamento materno, para promovê-lo e ajudar as mães a superarem dificuldades que possam ocorrer.”

 

 

Mariah destaca a importância que o aleitamento materno tem para a mãe e o bebê. “O leite materno evita diarreias, infecções respiratórias, diminui o risco de alergias, diabetes, colesterol alto, hipertensão, reduz a chance de obesidade e promove o vínculo afetivo entre mãe e bebê.”

 

Não somente o bebê se beneficia do aleitamento, a mãe também tem uma série de vantagens quando consegue amamentar. “Entre elas a redução de risco de câncer de mama e de ovário, protege a mãe da perda de sangue em grande quantidade depois do parto e protege a mãe da anemia, já que impede a menstruação”, detalha a coordenadora do CAM.

 

 

As ações também despertam a atenção para o parto normal e humanizado, respeitando os desejos da mulher para um dos momentos mais importantes da vida.

 

 

“Não importa onde o parto acontece, e sim como ele acontece. Por isso, durante toda a gestação até o momento do parto, é importante que a mulher esteja bem informada sobre tudo aquilo que ela pode e deve perguntar. Profissionais da área da saúde e gestantes não podem ter uma relação de poder onde um sabe mais do que o outro, e sim de parceria e troca de informações. As mulheres devem poder fazer suas escolhas junto a equipes que as respeitem. Humanizar é respeitar cada mulher na sua individualidade, levando em consideração seus medos e suas necessidades”, explica Mariah.

 

 

Mais informações podem ser obtidas no CAM, no telefone (34) 3662-9328.

 

Divulgação.

This entry was posted in Cidade, Destaques, Saúde. Bookmark the permalink.

Comments are closed.