#prontofalei – Voto nulo é gol contra

Imagem ilustrativa.A Copa do Mundo começa na próxima quinta-feira (14/06) na Rússia com a participação de 32 seleções de futebol, entre elas a seleção brasileira. Porém, ao contrário de outras copas, a competição no país do autoritário presidente Vladimir Putin não despertou, até o momento, nenhum interesse no apaixonado torcedor brasileiro. Não vi até agora nenhuma rua de Araxá enfeitada ou pintada com as tradicionais cores verde e amarelo como era muito comum em copas anteriores. Vejo pouca gente comentando sobre a Copa do Mundo e as que comentam o fazem com pouco entusiasmo.

 

Gosto de futebol, torço pela nossa seleção e atuei no jornalismo esportivo por mais de 12 anos. Mas se alguém me der uma folha de papel em branco e pedir para que eu escreva os nomes dos 23 jogadores convocados pelo técnico Tite para a Copa do Mundo ou quais são os 11 titulares da seleção eu não sei se conseguirei. Eu nem sabia quem era Taison e só descobri vendo o Jornal Nacional nesta semana que ele atua no futebol da Ucrânia e é um dos convocados por Tite para o Mundial. Apenas três jogadores que atuam no futebol brasileiro foram convocados. O restante atua no exterior, sendo que alguns nem chegaram a se destacar aqui no país antes de ir atrás de dólares e euros.

 

A decepção pela derrota do Brasil para a Alemanha por vergonhosos 7 a 1 no Mineirão na Copa de 2014, o fato de apenas três jogadores atuarem em times brasileiros e a corrupção escancarada na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) são fatores que sem dúvida nenhuma contribuem para o desinteresse dos brasileiros pela Copa do Mundo deste ano. Porém, esse desinteresse vai muito além disso. O Brasil vive uma crise financeira há pelo menos quatro anos que resultou em desemprego recorde no país. E essa crise foi causada por políticos corruptos que meteram a mão no dinheiro do contribuinte brasileiro.

 

O país acabou de vivenciar uma greve dos caminhoneiros que causou desabastecimento e trouxe transtornos para a população. Criminosos atearam fogo nesta semana em ônibus do transporte coletivo urbano e veículos particulares em diversas cidades mineiras, entre elas Araxá. Minas Gerais está prestes a viver uma nova greve dos professores da rede estadual que pode durar meses. Os servidores do Governo de Minas recebem seus salários parcelados há meses. O salário mínimo do país é uma vergonha. Os brasileiros pagam valores abusivos para abastecerem os seus veículos. E tudo sobe de preço neste país todos os meses.

 

É muito problema para uma nação só. Não tem jeito mesmo do brasileiro se interessar por uma Copa do Mundo nesse cenário desanimador. Aquele tempo em que o país parava diante da televisão para torcer pela nossa seleção faz parte do passado. Hoje em dia nem a camisa da seleção é unanimidade mais. Para a turma da esquerda a camisa verde e amarela com o escudo da CBF é vestimenta de coxinha que foi para a rua apoiar o que eles chamam de golpe, que foi o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. E quem usou a camisa da seleção naquelas manifestações legítimas, hoje prefere deixá-la no armário para não ser taxado de apoiador do fracassado governo do presidente-tampão Michel Temer.

 

Eu adoraria afirmar aqui que o brasileiro finalmente percebeu que o evento mais importante do ano não é a Copa do Mundo na Rússia e sim as eleições gerais que acontecem em outubro no Brasil. Mas, infelizmente, o desinteresse pelas eleições também é enorme. Prova disso é a eleição suplementar para governador de Tocantins que aconteceu no domingo passado. Votos brancos, nulos e abstenções somaram 43,54%. Só os eleitores que não apareceram em suas seções eleitorais para votar alcançaram a marca de 30,14% do eleitorado total. E pelo andar da carruagem isso tende a acontecer também nas eleições de outubro quando os brasileiros terão que eleger o presidente da República, governadores, senadores e deputados.

 

E como se não bastasse o desinteresse da população pelas eleições, causado pelas quadrilhas de políticos corruptos que assaltaram o país, ainda circulam mensagens na internet informando que se os votos nulos forem maioria em outubro as eleições serão anuladas e todos os candidatos estarão impossibilitados de concorrer novamente. É mentira. Trata-se de uma fake news criada pelos defensores do voto nulo. A verdade é que uma eleição só pode ser cancelada se a maior parte dos votos for anulada em razão da cassação da chapa vitoriosa. Caso contrário, somente são considerados os votos válidos, independente de quantos sejam. Voto nulo não é voto válido. Ele é excluído da contagem. Portanto, voto nulo e nada são a mesma coisa.

 

Voto nulo não interfere em nada em uma eleição. Além de perder tempo em ir até uma seção eleitoral para jogar o voto fora, quem vota nulo contribui para que os maus políticos se perpetuem no poder. Se houver um grande número de votos nulos, deputados que conseguirem meia dúzia de votos em seus redutos eleitorais serão reeleitos e se manterão em seus cargos. É óbvio que o brasileiro está revoltado com a classe política do país diante de tanta roubalheira e corrupção, mas anular o voto não é a maneira mais inteligente de protestar. Quem anula o voto não está protestando e sim colaborando com os políticos que assaltam os cofres públicos do nosso país.

 

A melhor maneira de protestar é tirar os maus políticos dos seus cargos por meio do voto. Como? Votando em candidatos honestos e comprometidos com o povo brasileiro. Pode parecer que não, mas eles existem sim. Basta sair um pouco das redes sociais e realizar pesquisas na internet sobre a vida de todos os candidatos. Isso não é perda de tempo. Isso é fazer a sua parte para tentar melhorar o nosso país. Ao contrário de uma Copa do Mundo, quando podemos apenas torcer pela nossa seleção, nas eleições nós podemos marcar um gol de placa votando conscientemente. Voto nulo é gol contra. #NãoAnuleOVoto

 

Coluna #prontofalei publicada na edição nº 3714 do Correio de Araxá em 09 de junho de 2018

 

Foto: Reprodução/Correio de Araxá.

This entry was posted in #prontofalei, Destaques. Bookmark the permalink.

Comments are closed.