Robson Magela faz cobranças sobre área de descarte de entulhos e demolição da Escola Francisco Braga

Robson Magela. Foto: Ascom parlamentar.O vereador Robson Magela (PRB) cobrou na reunião ordinária da Câmara Municipal de ontem, dia 3, que a Prefeitura de Araxá resolva o problema criado pela quebra do trator de esteira da área de descarte de entulhos existente no Distrito Industrial. A área foi fechada após o trator estragar e os proprietários de empresas de caçambas não têm onde descartar entulhos. Robson também pediu que a Prefeitura não prejudique os alunos da Escola Municipal Francisco Braga.

 

Robson contou que o trator de esteira da área de descarte de entulhos do Distrito Industrial quebrou e a Prefeitura terá que realizar uma licitação para consertá-lo. Com o trator quebrado, a área teve que ser fechada. Sem local para descartar os entulhos que recolhem na cidade, as empresas do ramo estão deixando as caçambas cheias espalhadas pela cidade.

 

“Essa situação é uma vergonha. Antes era o acúmulo de lixo e agora são os entulhos espalhados pela cidade. A Prefeitura tem que tomar uma providência rápida, pois está prejudicando pessoas que geram empregos e colaboram com a arrecadação do município através do pagamento de impostos. São pessoas que precisam disso para viver e estão de braços cruzados por causa de um trator de esteira estragado”, cobrou o vereador.

 

Escola Francisco Braga

 

Robson voltou a falar sobre a demolição da Escola Municipal Francisco Braga para a ampliação da estrutura da Feira do Produtor, no bairro Urciano Lemos. De acordo com vereadores da base governista, o prefeito já autorizou a licitação para a construção de uma nova escola e os alunos serão transferidos para o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro Francisco Duarte.

 

“Mais uma vez faltou diálogo por parte da Prefeitura, que deveria ter feito uma reunião com os pais dos alunos para informá-los sobre a demolição e a construção de uma nova escola. Não existe necessidade nenhuma de transferir os alunos agora. Todos nós sabemos como é demorada uma licitação e que obra pública não tem data para acabar. Portanto, a nova escola ainda vai demorar para ficar pronta”, alertou o parlamentar.

 

Para o vereador, o melhor mesmo é deixar os alunos no prédio atual até que a nova escola fique pronta, pois os alunos não podem ser prejudicados com uma transferência no decorrer do ano letivo. “Além disso, o CRAS do Francisco Duarte não é o local ideal para uma escola. As pessoas passam por dentro do CRAS para cortar caminho o dia inteiro. Como ficará a segurança das crianças? Espero que o prefeito reveja a sua decisão e pense nos alunos da Escola Francisco Braga”, finalizou Robson.

 

Denominação de via pública

 

Foto: Ascom parlamentar.O vereador Robson apresentou projeto de lei de denominação de via pública. Fica denominada Rua Sebastião Ricardo da Silva a atual Rua Dois da Chácara Sr. Joaquim Daniel Luiz, em Araxá. A família do homenageado acompanhou a apresentação do projeto no plenário da Câmara Municipal.

 

Sebastião Ricardo da Silva, conhecido como Ricardinho do CSU, nasceu em Araxá no dia 19 de março de 1951 e faleceu aos 59 anos de idade no dia 14 de junho de 2010.

 

Ele trabalhou por mais de 20 anos no Centro Social Urbano (CSU). Depois realizou um importante trabalho com as crianças na AABB por meio da música.

 

Ricardinho participou dos corais da Igreja de Nossa Senhora Aparecida, no bairro Alvorada, e da Igreja de São Geraldo. Com o coral, Ricardinho lançou o CD “Força Divina”.

This entry was posted in Cidade, Destaques, Política. Bookmark the permalink.

Comments are closed.