Nenhum caso de dengue foi registrado em Araxá até o momento

Imagem ilustrativa.Minas Gerais pode ter sete mortes de pacientes com dengue, segundo balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais nesta semana. Os números de janeiro e fevereiro deste ano somam 5.556 suspeitas da enfermidade em todo o Estado. Sem casos de dengue em 2018, Araxá se destaca na prevenção do mosquito Aedes Aegyti. De acordo com os dados da Secretária Municipal de Saúde, nenhum caso positivo da doença foi notificado no município neste ano. As informações foram divulgadas durante uma palestra promovida pelo Sest/Senat nesta semana no Teatro Municipal, para mais de 200 pessoas, entre parceiros e alunos das escolas municipais Dona Gabriela e Eduardo Montandon.

 

O Setor de Vigilância Ambiental apresentou os números da doença nos últimos três anos e as ações desenvolvidas no município para o combate ao Aedes Aegypti. Em 2015, a cidade registrou 1.534 casos positivos, sendo que esse número aumentou para 3.978 em 2016. Já em 2017, apenas 29 notificações foram confirmadas. Com nenhum registro de dengue em 2018, o trabalho realizado em Araxá, como a reestruturação do setor e a conscientização da população em parceria com empresas privadas e setores da administração municipal, são exemplos para as demais cidades mineiras.

 

Foto: Ascom PMA.

 

Segundo a referência técnica em Vigilância Ambiental, Flávia Rios, as ações de combate à dengue terão continuidade durante todo o ano. “Nós vamos manter todos esses trabalhos que estamos desenvolvendo. O Programa Bota-Fora, disponibilizado para o cidadão fazer o descarte do lixo acumulado; a parceria com o Ministério Público para reduzir o índice de casas fechadas e, assim, facilitar a ação dos nossos agentes; as parcerias com as escolas para trabalhar a conscientização da prevenção contra a dengue através de atividades lúdicas como peça teatral; o apoio de empresas privadas e dos setores da administração municipal para mobilização da comunidade; são algumas dessas ações que terão sequencia neste ano. Vamos continuar o nosso trabalho dentro dessa linha de atuação, porque não podemos relaxar nunca quando se fala de prevenção contra o mosquito Aedes Aegpyti”, afirma Flávia.

 

Projeto Sest/Senat

 

Durante o evento promovido pelo Sest/Senat, em parceria com a Polícia Civil e a Prefeitura de Araxá, servidores da Secretária Municipal de Saúde apresentaram uma peça teatral denominada “Ana e Chica contra a dengue: O dia-a-dia do agente de endemia”. O espetáculo contou a história de Ana, considerada fofoqueira, que ficou com dengue devido aos cuidados não realizados.  Ela sempre recusava a presença da agente Chica em casa e apontava que o problema do terreno sujo era do vizinho.  Depois de contrair os sintomas da dengue, Ana resolveu aceitar a ajuda da agente de endemias e eliminou o foco das larvas do temido mosquito Aedes Aegyti.

 

Além da palestra e a peça teatral, o projeto desenvolvido pelo Sest/Senat também contou com cronograma de atividades de mobilização social. Na última semana, panfletos explicativos da doença foram entregues à população na Avenida Washington Barcelos. Potes de vidro com caramujo africano, larvas do mosquito Aedes Aegypti, escorpião, dentre outros, estiveram a disposição para conhecimento da comunidade. A população teve também a aplicação da vacina contra a febre amarela, aferição de pressão arterial e a entrega de preservativos.

This entry was posted in Cidade, Destaques, Saúde. Bookmark the permalink.

Comments are closed.