Livro reúne os principais fatos publicados no Jornal Clarim em 20 anos

Foto: Divulgação.O livro “20 Anos Clarim – A valorização da memória contemporânea de Araxá” reúne fatos que marcaram a história de Araxá nos mais diversos segmentos no decorrer dos últimos 20 anos, de 15 de fevereiro de 1996 a 2016, citados ano a ano, mês a mês, entremeados com fotos e os principais editoriais, publicados no Jornal Clarim. O lançamento aberto à comunidade acontece na próxima terça-feira,  dia 4, das 18h30 às 21h, no Museu Calmon Barreto, com autógrafos da autora, a jornalista Ana Paula Machado Kikuchi.

 

O livro é resultado de um trabalho de pesquisa realizada em 1.007 exemplares do jornal que resgata a memória recente da cidade, permitindo à população interagir com a história local na atualidade. O Jornal Clarim especializou-se na cobertura e registro dos principais acontecimentos de Araxá, não só com matérias jornalísticas como também com opinião através dos editoriais e colunas assinadas.

 

Ana Paula Machado Kikuchi, proprietária do jornal Clarim.“Os principais fatos dos contextos estadual e nacional, nos quais a cidade está inserida, são enfocados pela grande mídia. O diferencial do Clarim está justamente em traduzir, revelar, relatar e analisar o que afeta mais de perto a coletividade araxaense em todos os seus segmentos, com ética, profissionalismo e responsabilidade, o que lhe assegura o seu maior trunfo, a credibilidade. Assim, faz jus à mídia impressa que pelo seu crédito perpetua a memória, indelevelmente gravada nas chapas que imprimem o papel, que depois de circular não pode mais ser recolhido. Há mais de 20 anos nesse constante exercício, o Jornal Clarim contribui com a recente história local, pontuando o que tem ocorrido de mais importante na cidade no decorrer deste tempo”, destaca Ana Paula. 

 

Segundo ela, é essa contemporaneidade que distingue o livro que trata de fatos quase presentes, cujas referências se tornam necessárias nas mais diversas situações do dia a dia, porém ainda são de difícil pesquisa. “Além de registrar os principais fatos em todas as áreas afetas à convivência social, o livro reage com o leitor através dos editoriais que abordam o que circunda as notícias de peso. É possível relembrar as duas últimas décadas, mês a mês, ano a ano, no que toca e influencia Araxá hoje, sejam as políticas públicas, as disputas eleitorais e os governos, o fechamento e reabertura do Grande Hotel do Barreiro, as manifestações culturais, o turismo, o esporte, a economia. Conquistas e perdas que fazem parte do caminhar da população, abençoada por morar numa terra singular em muitos aspectos, o que a faz tão substancial”, completa a autora.

 

Foto: Divulgação.O projeto realizado através do Ministério da Cultura (MinC) se enquadra na Lei de Incentivo à Cultura do governo federal constituindo-se numa “obra relativa às ciências humanas, às letras e às artes”. A distribuição é gratuita e o conteúdo também estará disponível em e-book, áudio-descrição e para download pelo site www.clarim.net.br para garantir acessibilidade às pessoas idosas, deficientes e população em geral. O projeto é patrocinado pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), Rio Branco Combustíveis e Zema, com o apoio da Prefeitura de Araxá, Fundação Cultural Calmon Barreto, Vecol Terraplenagem e Pavimentação e Academia Araxaense de Letras (AAL).

 

Foto: Divulgação.

This entry was posted in Destaques, Literatura. Bookmark the permalink.

Comments are closed.