#prontofalei – Dois presentes para a saúde de Araxá

Imagem ilustrativa. Quando uma pessoa está debilitada por alguma doença ou necessitando de um atendimento de urgência ou emergência, ela espera encontrar uma estrutura digna para enfrentar aquele momento delicado em sua vida. Ninguém procura um hospital ou um pronto-socorro por diversão. Araxá cresceu muito nos últimos anos, principalmente devido à imigração de nordestinos para a cidade, e isto aumentou consideravelmente a demanda da rede pública de saúde. Dois empreendimentos da área de saúde que serão inaugurados neste ano contribuirão muito para melhorar a saúde pública e privada em Araxá.

 

O primeiro empreendimento é o Hospital da Unimed, que foi erguido na Vila Silvéria e será inaugurado no próximo dia 29 de julho. Muita gente acha que esse hospital foi feito para poucos e que de nada servirá para melhorar o atendimento para aquelas pessoas que não tem condição de pagar um plano de saúde. Mas, não é bem assim. Atualmente a Unimed tem cerca de 43 mil clientes em Araxá. São 28 mil da Unimed Araxá e outros 15 mil da operada nacional deste plano de saúde. Se levarmos em conta que a nossa cidade tem hoje cerca de 105 mil habitantes, 41% deles poderão utilizar o Hospital da Unimed.

 

A intenção da Unimed é fazer convênios com categorias que tem planos de saúde próprios e portanto não concorrem com ela, como, por exemplo, a Polícia Militar. Isso aumentará o leque de pessoas que poderão ser atendidas no hospital, que contará com centro de diagnóstico por imagem, quimioterapia, unidade de internação, pronto-socorro, centro cirúrgico e 10 leitos de UTI individualizados, o que é uma novidade para Araxá. Esses leitos de UTI da Unimed ajudarão a desafogar a Santa Casa, que é responsável pelos atendimentos feitos através do SUS.

 

Hoje se um cliente da Unimed precisa de uma UTI, ele é internado no Hospital Dom Bosco ou na Santa Casa. Um paciente da rede pública só tem a UTI da Santa Casa e se ela estiver lotada tem que entrar na fila do contestado SUS Fácil e aguardar transferência para outra cidade. Com os leitos de UTI do Hospital da Unimed em funcionamento, os clientes do plano de saúde serão internados lá, liberando vagas na Santa Casa. Isso demostra como esse hospital privado vai contribuir com a rede pública de saúde. Além disso, a Prefeitura de Araxá poderá contratar serviços do Hospital da Unimed para oferecer à população em geral. Não tem como negar que este hospital é um ganho enorme para a nossa cidade.

 

E aproveitando que falei em UTI, atualmente Araxá conta com apenas 15 leitos, sendo 10 na Santa Casa e 5 no Dom Bosco. Felizmente este número vai mais do que dobrar neste ano. Serão mais 10 novos leitos de UTI na Santa Casa, que recebeu um repasse financeiro da Prefeitura Municipal para adequar a sua usina de oxigênio à demanda. Somando com a UTI do Hospital da Unimed, Araxá passará a contar então com 35 leitos. E se as negociações entre a Casa do Caminho e o Governo Municipal avançarem serão mais sete leitos de UTI com a reabertura daquele hospital, totalizando 42, um bom número para atender Araxá e a região.

 

Outro ganho enorme para a saúde de Araxá será a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A cidade passará a ter um atendimento público de urgência e emergência de qualidade e em local adequado. É bom lembrar que em 2014 a Vigilância Sanitária apontou 32 irregularidades no atual Pronto Atendimento Municipal (PAM), que funciona no prédio da Santa Casa, e o Ministério Público cogitou interditar o local. Não houve a interdição, mas ficou acertado que o PAM teria que funcionar em outro local e é isto que acontecerá com a inauguração da UPA. Com isso, a Santa Casa poderá adequar o espaço para ter o seu próprio pronto-socorro e assim aumentar sua receita.

 

A UPA tem cerca de 1,7 mil m² de área construída e capacidade para atender uma população de até 200 mil habitantes. São quatro blocos projetados para abrigar leitos para urgência e emergência, consultórios médicos, odontologia, medicação, inalação, exames, laboratório e observação. Uma estrutura fantástica, que terá equipamentos novos e profissionais qualificados. O lamentável é que até hoje a população, seja de Araxá ou de qualquer lugar do país, não aprendeu o que é atendimento de urgência e emergência. A exorbitante quantidade de atendimentos no PAM se deve ao fato que as pessoas o procuram por qualquer coisinha.

 

A população tem que aprender que o PAM é um pronto-socorro onde são atendidas pessoas que correm risco eminente de vida, como, por exemplo, vítimas de acidentes, infartos, derrames, apendicite, pneumonia ou quem sofre fraturas. Muitas pessoas vão ao PAM por estarem gripadas, com dor de cabeça ou somente para aferir a pressão arterial. Essas pessoas devem procurar uma das unidades de saúde da cidade ou um posto do Programa Saúde da Família (PSF) ao invés ocupar uma unidade de atendimentos de urgência e emergência. E depois não adianta reclamar de demora no PAM, pois obviamente uma vítima de infarto será atendida imediatamente, enquanto que o atendimento de alguém com sintomas de gripe pode demorar bastante.

 

Hospital da Unimed e UPA. Empreendimentos privado e público. Dois presentes para a saúde de Araxá. A cidade agradece. É inegável que a saúde pública melhorou muito nos últimos dois anos e meio, mas, como a demanda só aumenta, é preciso melhorar mais ainda. A cidade conta hoje com um secretário municipal de Saúde, Dr. Alonso Garcia de Rezende, que faz das tripas coração para atender toda a demanda existente. Agora que Araxá tem a gestão plena de saúde, muita coisa que era preciso ser resolvida pelo Governo do Estado pode ser feita pela própria Prefeitura Municipal, o que torna menos árduo o caminho daqueles que necessitam da rede pública. #SaúdeDeAraxá

 

Coluna #prontofalei publicada na edição nº 3647 do Correio de Araxá em 25 de fevereiro de 2017

 

Foto: Reprodução/Correio de Araxá.

This entry was posted in #prontofalei, Destaques, Opinião. Bookmark the permalink.

One Response to #prontofalei – Dois presentes para a saúde de Araxá

  1. vagner disse:

    olá germano a prefeitura Municipal podia construir algo aqui no terreno que possui mais de 4 mil m² , em local já considerado central, Próximo ao centro administrativo dá pra fazer muitas coisas , algo tem que ser feito porque aqui serve para ácumulo de mato e lixo e fica tão próximo do centro cerca de 100 metros da Av: João Paulo 2 e 80 metros da rua uberaba . entre as ruas Pedro Lemos e Mariquinha Montandon:
    link do terreno ;

    https://www.google.com.br/maps/place/19%C2%B035'38.2%22S+46%C2%B057'00.9%22W/@-19.593933,-46.9524307,919m/data=!3m2!1e3!4b1!4m5!3m4!1s0x0:0×0!8m2!3d-19.593933!4d-46.950242

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>