Governo Municipal está construindo a Cidade do Lixo e do Lixão

O vereador Fabiano (PRB) trouxe à tona um problema muito sério na reunião da semana passada da Câmara Municipal. Mesmo o assunto já tendo sido destacado pelos órgãos de imprensa da cidade, eu quero comentá-lo aqui no blog devido a sua gravidade. Fabiano denunciou que o Aterro Sanitário de Araxá, inaugurado em 2008, está se tornando novamente um lixão a céu aberto. Ele apresentou fotos que mostram urubus fazendo a festa no local, assim como acontecia no antigo lixão.  O vereador disse que um odor horrível já tomou conta do local. É mais uma bola fora do prefeito Jeová, que realmente é hors concours em destruir o que foi feito por seus antecessores.


Graças a participação da iniciativa privada, a Prefeitura de Araxá conseguiu construir o Aterro Sanitário eliminando aquele terrível lixão a céu aberto que existia ali às margens da rodovia Araxá-Patos. O aterro foi devidamente aprovado pela Fundação Estadual do meio Ambiente (FEAM). O município passou então a tratar corretamente todo o lixo produzido pelos araxenses sem agredir o nosso meio ambiente e por isto foi contemplado com o recebimento do ICMS Ecológico. Fabiano cobrou a Administração Municipal sobre a situação do Aterro Sanitário e lembrou que já está chegando a hora da FEAM renovar a licença de operação do local.


A preocupação de Fabiano é pertinente, pois está na cara que a FEAM não vai renovar a licença de um Aterro Sanitário que praticamente voltou a ser um lixão a céu aberto. A atual Administração Municipal simplesmente ignorou os procedimentos técnicos exigidos pela FEAM para a manutenção do aterro, que além de receber diariamente o lixo de Araxá ainda recebe o de Tapira três vezes por semana. Até onde eu sei a responsabilidade pelo aterro é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, comandada por João Bosco Borges. Pelas fotos podemos ver que o Governo Municipal trata o Aterro Sanitário como se fosse um lixão mesmo.


Pelo jeito não deve existir ninguém com um mínimo de inteligência dentro do alto escalão da Prefeitura de Araxá que consiga diferenciar um Aterro Sanitário de um lixão. Por causa dessa incapacidade intelectual, ou incompetência mesmo, o nosso meio ambiente pode ser altamente prejudicado pela não renovação da licença de operação do aterro e o município ainda ficará sem o ICMS Ecológico. Aliás, lixo não é mesmo o forte do governo de Jeová. Já faz um ano que a comunidade sofre com problemas diários na coleta de lixo da cidade. O acúmulo de sacos de lixo nas ruas dos setores Sul e Leste no último fim de semana mostra que os novos caminhões ainda não resolveram os problemas.


A Administração Municipal quer se mostrar inovadora ao anunciar aos quatro ventos que Araxá terá a Cidade Tecnológica e a Cidade Gastronômica, mas não consegue nem manter um Aterro Sanitário e muito menos recolher o lixo produzido pela população. Não consegue nem fazer o básico e ainda quer inventar moda. O Governo Municipal está na verdade construindo a Cidade do Lixo e do Lixão. É uma vergonha. É uma falta de respeito com os contribuintes que pagam os seus impostos religiosamente em dia. É triste lembrar que Araxá já foi considerada um dia a cidade mais limpa do país e constatar que hoje é vítima da incompetência dos seus gestores.


This entry was posted in Cidade, Econômia. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *