Presidente da Câmara Municipal vai reduzir salários de assessores parlamentares que ganham R$ 6 mil por mês

O presidente da Câmara Municipal, Miguel Júnior (PMDB), decidiu reduzir os salários de alguns assessores parlamentares para conter gastos na Casa do Povo. Os assessores afetados pela decisão de Miguel são aqueles cujo salário mensal é de R$ 6 mil. Cada um dos quinze vereadores tem um assessor nessa faixa salarial. Essa decisão de reduzir os salários de alguns assessores tem o apoio dos vereadores que elegeram Miguel Júnior para a presidência do Legislativo, que são conhecidos como Grupo dos Nove.


Os seis parlamentares que não votaram em Miguel Júnior já sabem dessa redução de salários, mas não foram consultados sobre o assunto. Desde que assumiu a presidência da Câmara Municipal, Miguel tenta equilibrar as contas do Legislativo. Alguns gastos já foram cortados, mas pelo jeito é preciso economizar mais ainda para fechar as contas no final do ano. O aumento do número de vereadores, e consequentemente de assessores, é apontado pelo presidente como a causa das dificuldades financeiras. Porém, o próprio Miguel criou mais um cargo de assessor para cada vereador depois que assumiu a presidência. Os salários dos assessores que ganham R$ 6 mil mensais serão reduzidos para R$ 4 mil.

This entry was posted in Econômia, Política. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *