http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/07/Alexandre.jpg

O programa Sem Censura desta semana, que já está no ar no Diário de Araxá, tem como convidado o vereador Alexandre dos Irmãos Paula (PR), que diz que o fato do Partido dos Trabalhadores (PT) ter aceito o convite para compor com o governo do prefeito Jeová Moreira da Costa (PDT) pode ser um indício de que eles estavam juntos na eleição municipal de 2012. Ao contrário de outro parlamentar, Alexandre assume no programa que a Câmara de Vereadores errou ao aprovar o projeto que previa o repasse do Fundo Municipal dos Direitos do Idoso de Araxá em cinco parcelas. Alexandre também diz no programa que herdou uma assessora demitida pelo Legislativo de Araxá e afirma que não vai pagar pelos erros dos outros.

FRANCO disse:
Ele só não falou da obra na praça da Vila São Pedro que esta indignando a... continue lendo
LUCAS ROCHA disse:
A trairagem correu solta no último pleito eleitoral, que diga os verdadeiros e... continue lendo
http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/07/fabiano.jpg

O vereador Fabiano Santos Cunha (PRB) que é relator da Comissão de Finanças, Justiça, Legislação e Redação Final da Câmara Municipal, enviou explicações ao blog sobre o post intitulado “Vereadores ainda não aprovaram a criação da Guarda Municipal de Araxá”. Nesse post eu questiono o fato do projeto de lei 142/2014 de autoria do Executivo, que cria a Guarda Municipal de Araxá, ainda não ter sido aprovado pelo Legislativo. O projeto está na comissão de Fabiano. Eu também informei no post que o projeto do Executivo que trata da utilização de áreas públicas por bares, lanchonetes e outros do gênero está tramitando na Câmara desde fevereiro deste ano. O vereador também fala desse projeto. Confira.

ADRIANO disse:
Perfeita condução dos trabalhos pelo Presidente Miguel que não interfere nos... continue lendo
FRANCO disse:
Esse Fabiano que parecia que seria um bom parlamentar já se nivelou aos demais... continue lendo
http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/07/lixo.jpg

O novo sistema de coleta do lixo orgânico e reciclável instalado em Araxá pela Prefeitura Municipal é um tremendo fracasso até o momento. As reclamações sobre a coleta, que já eram muitas, triplicaram depois que o novo sistema foi implantado. Os veículos de comunicação da cidade estão recebendo uma enxurrada de reclamações da população. A qualidade do serviço da coleta do lixo orgânico caiu muito com o novo sistema e a coleta do reciclável desapareceu em vários pontos da cidade. Moro no Centro e há duas semanas o lixo reciclável da minha residência não é recolhido.

Carmem disse:
Realmente está um caus. Seguindo orientações do panfleto distribuído a... continue lendo
Tânia disse:
ALGUMA COISA FUNCIONA NESTA ADMINISTRAÇÃO ????? continue lendo
http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/07/1.jpg

Um internauta enviou a sua reclamação para o blog sobre um lixão que está se formando dentro do perímetro urbano de Araxá. O local fica na avenida Rosalvo Santos, próximo do antigo matadouro municipal. Segundo o internauta, as pessoas jogam lixo próximo de uma mina de água potável existente no local. Ele informa ainda que catadores de material reciclável estão utilizando o local e às vezes colocam fogo em pneus gerando uma fumaça que incomoda toda a vizinhança. O internauta, que fotografou uma Van deixando lixo no local e enviou para o blog, informou que já fez diversas reclamações na Prefeitura Municipal, mas até agora nenhuma providência foi tomada. É preciso agir agora, antes que tenhamos um lixão dentro da cidade.

tamiris disse:
Tá muito mal informado sobre açoes contra o prefeito,devia se informar melhor... continue lendo
FRANCO disse:
É só levar ao conhecimento do Ministério Publico para que o prefeito seja... continue lendo

Suplente Valéria Sena será convocada para participar de votação na Câmara de Vereadores

http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/07/valeria-sena.jpg

A votação para definir se a comissão processante para apurar as denúncias político-administrativas feitas contra o prefeito Jeová Moreira da Costa (PDT) será instalada na Câmara de Vereadores deve acontecer na próxima terça-feira, dia 29. Amanhã, dia 25, a assessoria jurídica do Legislativo dará o seu parecer favorável às denúncias apresentadas pelo vereador Romário do Picolé (PTdoB) e elas serão encaminhadas para a Mesa Diretora. O decreto federal 201/1967 e a Lei Orgânica do Município de Araxá impedem que o vereador denunciante participe da votação para instalar a comissão processante e determinam que ele seja substituído pelo seu suplente. Sendo assim, a suplente Valéria Sena (PTdoB) será convocada para substituir Romário na votação.

 

Servidora municipal acusada de furto em Araxá será indenizada

http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/07/tjmg.jpg

Uma varredora de rua que foi acusada de furtar dinheiro de uma casa cujo banheiro ela utilizava habitualmente, com autorização, deverá ser indenizada pela proprietária L.E.T., que havia levantado suspeita contra ela. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais rejeitou recursos de ambas as partes e manteve decisão da 1ª Vara Cível de Araxá para condenar a moradora ao pagamento de R$ 2 mil a M.I.O.

 

Advogada explica que realmente são necessários os votos de dez vereadores para a instalação de uma comissão processante

http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/07/constituicao.jpg

A advogada e ex-vereadora Cidinha Rios postou um comentário agora há pouco em uma rede social sobre o post “Comissão processante contra Jeová não será instalada na Câmara de Vereadores”, que publiquei na manhã de hoje aqui no blog. No post eu questiono o fato do artigo 5º do decreto federal nº 201, de 27 de fevereiro de 1967, não estabelecer a necessidade dos votos favoráveis de dois terços dos membros da Câmara Municipal para a instalação de uma comissão processante. A assessoria jurídica do Legislativo de Araxá usou esse decreto para justificar o seu entendimento da necessidade de dez votos favoráveis. Cidinha explica em seu comentário que a exigência de dois terços dos votos está correta, porém não está prevista no decreto e sim na Constituição Federal.

 

Vereadores ainda não aprovaram a criação da Guarda Municipal de Araxá

http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/07/guarda.jpg

O projeto de lei 142/2014 de autoria do Executivo que cria a Guarda Municipal de Araxá ainda está na Comissão de Finanças, Justiça, Legislação e Redação Final da Câmara de Vereadores. O projeto também cria no âmbito da Secretaria Municipal de Segurança Pública a Corregedoria da Guarda Municipal. É muito importante para Araxá a criação da Guarda Municipal, que vai exercer a vigilância interna e externa sobre os próprios municipais, parques, jardins, teatros, museus, bibliotecas, cemitérios, mercados, feiras livres, Paço Municipal, Câmara Municipal e também aqueles tombados pelo valor histórico, cultural e arquitetônico.

 

Vereador rebate crítica feita no blog, mas não admite que aprovou um projeto de lei sem ler o texto

http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/03/amilton.jpg

O vereador Sargento Amilton (PTdoB) pediu a palavra ontem ao final do grande expediente da reunião ordinária da Câmara Municipal para demonstrar o seu descontentamento com o post publicado na semana passada neste blog com o título de “Vice-presidente da Câmara de Vereadores transfere culpa do Legislativo de Araxá para o prefeito Jeová”. Sem citar o blog, o parlamentar questionou aos gritos, como de costume, que quando alguém da mídia usa a palavra “leviano” tem que saber o que está falando. No post eu afirmei que Amilton foi leviano ao transferir uma culpa que é da Câmara de Vereadores para o prefeito Jeová Moreira da Costa (PDT).

 

Comissão processante contra Jeová não será instalada na Câmara de Vereadores

http://germanoafonso.com.br/wp-content/uploads/2014/06/jeova-reassume-11.jpg

A assessoria jurídica da Câmara Municipal de Araxá ainda não emitiu seu parecer sobre as denúncias político-administrativas feitas pelo vereador Romário do Picolé (PTdoB), mas já é possível afirmar que a comissão processante para apurar as possíveis irregularidades cometidas pelo prefeito Jeová Moreira da Costa (PDT) não será instalada no Legislativo. Essa afirmação é baseada no entendimento da assessoria jurídica da Câmara de que são necessários os votos favoráveis de dez vereadores para que a comissão processante seja instalada. Como a base governista conta hoje com seis parlamentares, que votarão contra a comissão, as denúncias apresentadas pelo vereador Romário, que não pode participar da votação, não serão apuradas pelos representantes do povo.